quinta-feira, 16 de junho de 2011

MOTIVAÇÃO: INTERNA OU EXTERNA


    "Não é o sucesso que traz o entusiasmo. É o entusiasmo que traz o sucesso." Diz uma frase conhecida.
    Há inúmeras discussões sobre a origem da motivação, se a mesma é interna ou externa. Interna seria no caso de a mesma ser gerada dentro de nós, sem necessidade de interferência de outras pessoas ou circunstâncias. Externa seria no caso de a mesma ser fruto de questões vindas de fora de nosso ser, tais como elogios, observações, congratulações, etc.
    Um dos maiores problemas do ser humano é sentir-se motivado. Mesmo que a pessoa não expresse estar motivada, esse ingrediente é de vital importância para o bom desenvolvimento de nossas tarefas.
    Consideremos que a motivação seja apenas interna. Nesse caso, as pessoas que dependem da opinião externa para sentir-se bem, motivadas, estão fadadas ao fracasso total. Pensando dessa forma, os elogios, os prêmios por bom desempenho profissional, o destaque na mídia, dentre outras formas de motivação externa não têm valor algum para que a mesma aconteça. 
    Acredito que seja difícil considerar que a motivação seja apenas interna. Porém, ela necessita ser originada, em boa parte, em nosso interior, sim. Isso pelo simples fato de que cada um de nós é o único responsável direto pelo nosso sucesso e fracasso. Cada pessoa adulta dá e derá conta de cada atitude praticada por si própria. 
    Então, alguém que está em uma situação desfavorável pode mudar isso, simplesmente modificando a forma como se enxerga. Deixando de se sentir um coitado para se considerar tão capaz quanto qualquer outra pessoa. O sucesso começa a ser alcançado quando a VONTADE surge dentro de cada um de nós. Por isso considero que o fator interno é muito forte para gerar a motivação.
    Por outro lado, a motivação é completada e/ou mantida por inúmeros fatores externos. Considero esse passo como secundário, porém não menos importante que a geração interna da motivação. Nós, seres humanos, vivemos em sociedade, existimos para viver em sociedade e, como tal, não há sentido em nenhuma obra que façamos caso a mesma não possa ser observada, apreciada, analisada ou se a mesma não tiver impacto nenhum em outras vidas. Nesse sentido, o elogio, uma palavra de apoio ou qualquer outra forma de motivação externa são extremamente necessárias. 
    É bem verdade que elogios falsos ou exagerados podem, sim, "estragar" uma pessoa. Não há sentido em exceder-se nesse ponto, pelo fato de que qualquer pessoa que acredite que já atingiu o alvo irá frear o seu rirmo de trabalho com afinco para atingir uma meta, porque isso é natural do ser humano. É como um jogo de futebol que, quando o time faz 1 x 0, recua e fica na retranca. Somos assim também, principalmente no âmbito profissional.
    Porém, quando existe uma motivação externa sincera, ponderada e feita de forma conveniente, ela levará a uma satisfação pessoal e/ou profissional que farão com que a pessoa atingida torne-se satisfeita e absorva o fato de que seu trabalho teve um fim eficaz.
    Então, podemos concluir que a motivação é tanto interna quanto externa, O fator interno é mais importante para gerar a motivação e o fator externo completa o quadro, fazendo com que nos sintamos satisfeitos ao concluir qualquer trabalho no qual tenhamos nos empenhado para fazer.
Motive-se. Motive quem o mereçe ser. E procure conviver com pessoas que lhe motivem também.

Abraço.

Helvécio

Um comentário:

  1. Grande ajuda.
    Parabéns, fiquei fã.
    Aliás, uma curiosidade, seus seguidores são todos do sexo feminino né? rsss

    ResponderExcluir